Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2015

Natal, Festa da Misericórdia

Imagem
Vários artigos que li nesta última semana partiam da mesma premissa: “Jesus Cristo é o rosto da misericórdia do Pai” (MV 1). Também dela partiremos nós para algumas breves considerações sobre a solenidade do Natal do Senhor, cujos frutos colhemos ainda nesses dias que chamamos de “Oitava” do Natal.
Celebrar o Natal do Senhor é mais do que simplesmente comemorar o “aniversário” de Jesus: celebrar o Natal é contemplar o mistério da Encarnação, a atitude decidida e decisiva do Deus-Amor em vir ao encontro da humanidade por meio de sua própria “carne”, tornando-se um de nós, “igual a nós em tudo, exceto no pecado” (GS 22). Assim, Deus nos abre uma nova porta de acesso ao seu coração, e ilumina com nova luz o caminho da vida humana: “O povo que andava na escuridão viu uma grande luz, para os que habitavam as sombras da morte uma luz resplandeceu” (Is 9,1).
O caminho do Deus-Menino é o caminho do despojamento, da entrega, da kénosis: “Ele, existindo em forma divina, não se apegou ao ser igual…

"Vim para servir"!

Imagem
Nossa Diocese de São Mateus se alegra com a ordenação de seu quarto bispo diocesano, Dom Paulo Bosi Dal’Bó, neste dia 12/12/2015. No contexto do Ano Santo da Misericórdia, sua ordenação ganha, para nós, um significado ainda mais especial. Seria bom, então, nos debruçarmos um pouquinho melhor sobre o que significa o ministério episcopal para a Igreja. Tomaremos como guia o próprio Ritual de Ordenação.
Em linhas gerais: “A Ordem dos Bispos sucede ao Colégio dos Apóstolos no magistério e no governo pastoral em que o Corpo Apostólico perdura continuamente. Portanto, os Bispos ‘como sucessores dos Apóstolos, recebem do Senhor, a quem foi dado todo o poder no céu e na terra, a missão de ensinar a todos os povos e pregar o Evangelho a toda a criatura, a fim de que os homens todos, pela fé, pelo batismo e pelo cumprimento dos mandamentos, alcancem a salvação (cf. Mt 28,18)’. O Colégio Episcopal, sob um só chefe, o Romano Pontífice, sucessor de Pedro, exprime o conjunto, a unidade, a variedade…

O rosto da misericórdia

Imagem
Neste dia 08 de dezembro de 2015, o Papa Francisco iniciou, com uma solene celebração na Basílica Vaticana, o Ano Santo Extraordinário da Misericórdia. Até o dia 20 de novembro de 2016 todo o mundo cristão é convidado a aprofundar o conhecimento e a vivência deste aspecto fundamental da revelação do próprio Deus: a misericórdia. Seguiremos na pista da Bula Misericordiae Vultus (MV; “Rosto da Misericórdia”), com a qual o Papa proclama o Ano Jubilar.
“Jesus Cristo é o rosto da misericórdia do Pai. O mistério da fé cristã parece encontrar nestas palavras a sua síntese. [...] Com a sua palavra, os seus gestos e toda a sua vida, Jesus de Nazaré revela a misericórdia do Pai” (MV 1). Com estas palavras o Papa Francisco oferece a primordial motivação do Ano Santo: contemplar o rosto da misericórdia, Jesus Cristo (cf. MV 2), e dele aprender o jeito de Deus de agir e amar, seu próprio jeito de ser (cf. MV 3).
O Ano Santo se abre em 08/12/2015 em comemoração aos 50 anos da conclusão do Concílio Ec…